quarta-feira, 31 de agosto de 2016

[por vezes, excurso pela], poema de valter hugo mãe

Imagem encontrada em http://penssoltos.blogspot.pt/

por vezes, excurso pela
minha fé, deus obedece-me
com dedicação, quando
alimento os parasitas
dos meus sonhos para
sabotar a realidade

acorro aos pássaros
desligados ao vento

não caio, entre os
pássaros bichos irregulares

In «útero», de valter hugo mãe, Biblioteca «Uma Existência de Papel» (volume 36), Quasi Edições, Vila Nova de Famalicão, Fevereiro de 2003 (1.ª edição).

Sem comentários:

Enviar um comentário