quarta-feira, 31 de agosto de 2016

[estes os dias vermelhos de], poema de valter hugo mãe

Valter Hugo Mãe – foto encontrada em http://revistacult.uol.com.br/

estes os dias vermelhos de
deus, caminhos interiores
do fogo, cozedura

nova era em que se
faz muita luz

na carne do poema
ele está como hemorragia
por sobre a tua leitura, estará
sempre contigo, iluminando-te
lentamente

In «útero», de valter hugo mãe, Biblioteca «Uma Existência de Papel» (volume 36), Quasi Edições, Vila Nova de Famalicão, Fevereiro de 2003 (1.ª edição).

Sem comentários:

Enviar um comentário