quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Poema «XXXV» de SONÂMBULO (1941-1942-1943), de José Gomes Ferreira

Imagem encontrada em http://brasilescola.uol.com.br

(Abaixo as lágrimas!)

Cá estou outra vez com lágrimas nos olhos
– inúteis como atirar rosas para um vulcão!
Inúteis como morder o sol com beijos de água!
Inúteis como embalar crianças mortas!

Ah! quando terei enfim a coragem de mostrar às pedras
o frio de raiz que trago no coração
e não rebenta nunca em flores de punhais
a pingarem sangue
mas só em lágrimas, em lágrimas, em lágrimas
– inúteis como uma revolução de fantasmas na Lua?

In «Poeta militante – Viagem do Século Vinte em mim» (1.º volume), obra poética completa de José Gomes Ferreira, colecção «Círculo de Poesia», Moraes Editores, Lisboa, Outubro de 1977 (1.ª edição).

Sem comentários:

Enviar um comentário