sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

AS TUAS MÃOS, poema de Casimiro de Brito

«Girl Before a Mirror», pintura de Pablo Picasso (1932)
                                                                          

















                                                           (paráfrase de Hitomaro)

Hoje pela manhã não penteei
os meus cabelos

Sinto ainda as tuas mãos
amaciando-os
a noite inteira

In «Mesa do amor» (segunda edição – emendada e seguida de «Algarve lugar onde»), de Casimiro de Brito, colecção «Poesia nosso tempo» (n.º 17), Centelha – Promoção do Livro, SARL, Coimbra, 1977 (2.ª edição).

Sem comentários:

Enviar um comentário