domingo, 11 de janeiro de 2015

REBENTA EM MIM UM MAR DE FORÇA, poema de João José Cochofel

João José Cochofel – Foto encontrada emhttp://www.infopedia.pt/ 

Rebenta em mim um mar de força.
É maré cheia!
Mar que atiro à praia, seguro e rijo,
sem que o tolham loas de sereia.

E a vida já me doeu…
Mas não tomei ópio nem olhei o céu,
embora chorasse como os vencidos.

Agora é sol e sangue
o búzio que trago nos sentidos.

[Sol de Agosto, 1941]

In «Breve» (poesia), de João José Cochofel (antologia organizada por Sofia Cochofel Quintela, com prefácio de José Carlos Seabra Pereira), Editorial Caminho (grupo Leya), Alfragide, Novembro de 2010 (1.ª edição).

Sem comentários:

Enviar um comentário