segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

[Faço poesia], poema de João José Cochofel

Reprodução do quadro «A Noite Estrelada» (1889), de Vincent van Gogh
Faço poesia
como quem canta ou chora
se tem razões para isso.

A literatura
posso bem ignorá-la.
Só não posso fechar
esta chaga de lume
a supurar
música, legendas, negrume,
lixo.

                                                 [Quatro Andamentos, 1964]

In «O Bispo de Pedra» (Quatro Andamentos, Emigrante Clandestino, Uma Rosa no Tempo, Água Elementar), poesia de João José Cochofel, Iniciativas Editoriais, Lisboa, Novembro de 1975 (1.ª edição).

Sem comentários:

Enviar um comentário