segunda-feira, 21 de abril de 2014

«TRADUTOR DE CHUVAS», poema de Mia Couto

Mia Couto – Foto encontrada em http://voltaparafuso.blogspot.pt/
Um lenço branco
apaga o céu.
A fala da asa
vai traduzindo chuvas:
não há adeus
no idioma das aves.

O mundo voa
e apenas o poeta
faz companhia ao chão.

«tradutor de chuvas» (poesia), de Mia Couto, Editorial Caminho (grupo Leya), Alfragide, Julho de 2013 (2.ª edição).

Sem comentários:

Enviar um comentário