sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

[Esta abóbada celeste, sob a qual nós vagueamos], ruba’i de Omar Khayyam

Imagem encontrada em telescopionarua.spaceblog.com.br 


Esta abóbada celeste, sob a qual nós vagueamos,
comparo-a a uma lanterna mágica
de que o sol é a lâmpada.
E o mundo é a tela onde passam as nossas imagens.

In «Rubaiyat – Odes ao vinho», de Omar Khayyam (com prefácio de E. M. de Melo e Castro e tradução de Fernando Castro), colecção «Clássicos de Bolso» (n.º 62), Editorial Estampa, Junho de 1999 (3.ª edição).

Sem comentários:

Enviar um comentário