quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

«O sono do João», poema de António Nobre

Foto encontrada em http://ptjornal.com

O João dorme... (Ó Maria,
Dize àquela cotovia
Que fale mais devagar:
Não vá o João acordar...)

Tem só um palmo de altura
E nem meio de largura:
Para o amigo orangotango
O João seria... um morango!
Podia engoli-lo um leão
Quando nasce! As pombas são
Um poucochinho maiores...
Mas os astros são menores!

O João dorme... Que regalo!
Deixá-lo dormir, deixá-lo!

Calai-vos, águas do moinho!
Ó Mar! fala mais baixinho...
E tu, Mãe! e tu, Maria!
Pede àquela cotovia
Que fale mais devagar:
Não vá o João acordar...

O João dorme, o inocente!
Dorme, dorme eternamente,
Teu calmo sono profundo!
Não acordes para o Mundo,
Pode levar-te a maré:
Tu mal sabes o que isto é...

Ó Mãe! canta-lhe uma canção,
Os versos do teu Irmão:
«Na Vida que a Dor povoa,
Há só uma coisa boa,
Que é dormir, dormir, dormir...
Tudo vai sem se sentir.»

Deixa-o dormir, até ser
Um velhinho... até morrer!

E tu vê-lo-ás crescendo
A teu lado (estou-o vendo
João! que rapaz tão lindo!)
Mas sempre, sempre dormindo...

Depois, um dia virá
Que (dormindo) passará
Do berço, onde agora dorme,
Para outro, grande, enorme:
E as pombas que eram maiores
Que João... ficarão menores!

Mas para isso, ó Maria!
Dize àquela cotovia
Que fale mais devagar:
Não vá o João acordar...

E os anos irão passando.
Depois, já velhinho, quando
(Serás velhinha também)
Perder a cor que, hoje, tem,
Perder as cores vermelhas
E for cheiinho de engelhas,
Morrerá sem o sentir,
Isto é, deixa de dormir:
Acorda, e regressa ao seio
De Deus, que é donde ele veio...

Mas para isso, ó Maria!
Pede àquela cotovia
Que fale mais devagar:

Não vá o João acordar...

                                              Paris, 1891

In «Só», de António Nobre (revisão de Paulo Moreiras), «Biblioteca Metas Curriculares» (colecção composta por seis livros), Leya, SA, Alfragide, 2016 (edição especial de distribuição exclusiva pela Cofina Media, SA – nas bancas com o «Correio da Manhã», às sextas-feiras, de 7/10/2016 a 11/11/2016).
………………………………

VER E OUVIR:
«O sono do João» - com música de Sérgio Azevedo
Obra contemporânea interpretada pelos coros Voximix e Voximini no 2.º Concerto Final do Conservatório Regional de Castelo Branco, sob a direcção de Armanda Patrício e acompanhados ao piano por Nuno Miguel Freitas (em 12.06.2013).
LINK: https://www.youtube.com/watch?v=UGcYJj-rglU

Sem comentários:

Enviar um comentário