quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

«Arrabalde monótono 2», poema de Jorge Aguiar Oliveira

Foto encontrada em http://www.conexaolusofona.org

cordas pregos pregos
e cordas barulhos mosquitos
varejeiras maus cheiros
sacos plástico ao vento

pregos cordas e cordas
borrachas farrapos antenas
latas de tinta barrotes
de madeira sujos cimentos

pregos pregos mais cordas
habitações sociais pocilgas
escaravelhos latas de salsichas
carreiros cardos e pregos

cordas cordas fios de nylon
folhas de jornal preservativo
isqueiro partido caracóis
uma canção abandonada

pregos cordas e cardos
o sol queimando memórias
câmaras de ar esqueletos

                      esqueletos
a obra-prima da morte

In «Ranço», de Jorge Aguiar Oliveira, Colecção «Azulcobalto» – Poesia (n.º 19), Companhia das Ilhas, Lajes do Pico, Março de 2014 (1.ª edição).

Sem comentários:

Enviar um comentário