sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

Crise & Saúde. Um país em sofrimento - Relatório de Primavera 2012

NOTA INTRODUTÓRIA

O título do presente relatório, “Crise & Saúde – Um país em sofrimento”, (d)enuncia de forma deliberada e inequívoca as circunstâncias em que foi elaborado.
Quem conhece as questões da saúde sabe bem como este sector é particularmente sensível à degradação das condições económicas e sociais de um povo. É sensível por fazer parte da linha da frente na assistência e protecção de todos os cidadãos, é sensível por ser facilmente afectado por decisões cujo impacto não é avaliado em todas as suas consequências (habituais num clima de forte pressão de redução de custos) e é, ainda, sensível por não poder falhar.
O Relatório de Primavera 2012 foi elaborado à luz das ideias-força anteriormente referidas e à luz do que deve ser a missão do Observatório Português dos Sistemas de Saúde. A sua análise e compreensão devem, também, orientar-se por este enquadramento.

Coordenação Executiva: Ana Escoval, Manuel Lopes e Pedro Lopes Ferreira
Coordenação Científica: Constantino Sakellarides
..........................

AS CAUSAS DA CRISE
Portugal está a atravessar uma crise financeira económica e social muito séria.
O mesmo acontece com a Grécia e a Irlanda e, mais recentemente, com a Espanha e a Itália. Apesar de uma forma menos notória, esta crise atinge também outros países europeus da zona Euro (como a Holanda, a França e a Estónia) e fora dela (como a Hungria).
Uma crise desta importância afecta necessariamente a saúde e o sistema de saúde do país. Por isso, o que se vai passar na saúde depende, em grande parte, da qualidade e da oportunidade da resposta à crise instalada. Uma resposta adequada a esta crise não pode deixar de depender do entendimento rigoroso das suas causas.
Esta é uma crise, desencadeada pelos sistemas financeiros, que convergiu com graves falhas na gestão do Euro e que atingiu mais intensamente países económica e socialmente mais frágeis. A situação foi agravada pela inadequação das respostas nacionais, europeias e internacionais.
........................

Contribuíram para a realização deste Relatório:
COORDENAÇÃO EXECUTIVA:
Ana Escoval
Manuel Lopes
Pedro Lopes Ferreira
COORDENAÇÃO CIENTÍFICA:
Constantino Sakellarides
EQUIPA TÉCNICA:
Filipe Rocha
João Marques Figueira
Marta Pereira da Costa
Patrícia Barbosa
INVESTIGADORES:
Ana Isabel Santos
Ana Rita Pedro
Ana Tito Lívio
Carla Sandra Pereira
Celeste Gonçalves
Fátima Bragança
Felismina Mendes
Filipa Costa
Henrique Botelho
Inês Teixeira
Jaime Correia de Sousa
José Aranda da Silva
José Cabrita
Margarida Eiras
Mauro Serapioni
Patrícia Antunes
Patrícia Barbosa
Paula Bruno
Pedro Beja Afonso
Rute Simões Ribeiro
Suzete Cardoso
Suzete Gonçalves
Vanessa Nicolau
COLABORAÇÃO ESPECIAL:
Adriano Moutinho Garcez
Ana Cristina Guerreiro
Carlos Gouveia Pinto
Gilles Dussault
Filipe Froes
José Feio
José Reis
José Vinhas
Manuel Carvalho da Silva
Manuel Schiappa
Margarida Mesquita
Paulo Espiga
Rui Monteiro
Teodoro Briz
E DAS ORGANIZAÇÕES QUE FORNECERAM DADOS ESSENCIAIS:
Administração Central do Sistema de Saúde
Administração Regional de Saúde do Alentejo
Administração Regional de Saúde do Algarve
Administração Regional de Saúde do Centro
Administração Regional de Saúde do Norte
Direcção-Geral da Saúde
INFARMED – Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde, I.P.
........................

CAPA:
Imagem concebida com base numa fotografia de Teodoro Briz
........................

FICHA TÉCNICA:
Livro: Crise & Saúde. Um país em sofrimento – Relatório de Primavera 2012
Autor: Observatório Português dos Sistemas de Saúde
Editora: Mar da Palavra - Edições, Lda.
Colecção: Observatório da Saúde (N.º 9)
PVP: 26,50 €
N.º de páginas: 216
Formato: 17,0 x 24,0 cm
ISBN: 9728910617 (EAN: 9789728910617)
........................

Registo de notícias e outras referências:

Sem comentários:

Enviar um comentário